08/10/2006

Dalva de Andrade 1959 [78 RPM Polydor 305]



Neste 78 rotações da gravadora Polydor, Dalva de Andrade mostra seu registro para duas pérolas de nossa música, uma bastante conhecida, outra pouco: “Brigas Nunca Mais” de Antônio Carlos Jobim e Vinicius de Moraes e “História” de Luiz Cláudio e Fernando César [que aparece também no disco do Luiz Cláudio postado aqui]. Os arranjos e direção de orquestra ficaram a cargo do maestro Peruzzi. É o nascimento da Bossa Nova, exatamente 1959. Cantora de muita classe, Dalva de Andrade já era veterana quando gravou estas faixas, porém ela só vai ganhar mais destaque quando passa a gravar na Odeon, no ano seguinte, 1960.

-
01 Brigas Nunca Mais [Antônio Carlos Jobim, Vinicius de Moraes] samba
02 História [Luiz Cláudio, Fernando César] rumba-calypso

3 comentários:

Samuel Machado Filho disse...

"Brigas nunca mais" é um dos clássicos dos mestres Tom Jobim e Vinícius de Moraes, e a gravação de Dalva de Andrade data de 2 de março de 1959. Quanto ao outro lado do disco, o samba-canção "História", não se sabe a data exata da gravação, mas pelo número da matriz (POL-3487) foi feita provavelmente no final de fevereiro daquele ano, antes, portanto, do "Brigas nunca mais".

Samuel Machado Filho disse...

Errei! "História" é uma rumba-calipso e não samba-canção.

Tudo Sobre o Judaísmo... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.