27/08/2006

Edith Veiga 1960 "Faz-Me Rir" [Chantecler C 33602]

-
Este compacto-duplo traz a interpretação e a voz única de Edith Veiga, uma das muitas cantoras brasileiras que são hoje pouco lembradas. Nascida no interior de São Paulo, a tímida Edith Veiga fez muito barulho com esta canção “Faz-Me Rir”. Versão em português de Teixeira Filho para o bolero “Me Dá Risa” de F. Yoni e E. Arias, grande sucesso internacional que se repetiu no Brasil com esta versão de Edith. A música foi destaque e título de seu primeiro LP, lançado pela gravadora Chantecler em 1960, disco que contou com orquestrações e arranjos de nomes incríveis como Guerra-Peixe, Poly e Élcio Alvarez. Maestros estes, que também podem estar presentes neste raro compacto-duplo.
-
Além de “Faz-Me Rir” há mais três canções que não fazem parte do primeiro disco de Edith Veiga, o bolero “Sòzinha” - composição de nuances primorosas assinada por Rago e Teixeira Filho; “Acho Graça”, um bolero de Arquimedes Messina e Jucata, e finalmente “Maldito” - grande destaque do disquinho, com um arranjo orquestral no mímino exótico e a voz de Edith deslizando na canção com propriedade - os compositores são os mestres do samba-canção Jair Amorim e Evaldo Gouveia.
Como bônus, incluímos mais uma canção gravada no mesmo ano por Edith Veiga, o sucesso “Conselho”, de Dênis Brean e Oswaldo Guilherme, gravado anteriomente por cantoras como Maysa, Morgana, Nora Ney e outras.
Edith Veiga apresenta “Faz-Me Rir”, presente exclusivo do Bossa-Brasileira aos amantes da boa música.




01 Faz-Me Rir [F. Yoni, E. Arias]
02 Sòzinha [Rago, Teixeira Filho]
03 Acho Graça [Arquimedes Messina, Jucata]
04 Maldito [Jair Amorim, Evaldo Gouveia]
05 Conselho [Denis Brean, Oswaldo Guilherme] [bônus]

5 comentários:

Domingos Junior disse...

Waaaall!!! Que maravilha isso! Eu adoro esses bolerões com a Edith Veiga. Já ouviu as primeiras gravações do Waldik Soriano,na mesma Chantecler, em 61/62? Os arranjos são inacreditáveis, de Guerra-Peixe (tenho quase certeza), e a voz dele tá muito boa. Um ótimo cantor de boleros e sambas-canções... É dessa época a gravação original de "Tortura de amor". Indescritível!

thiago mello disse...

Obrigado Domingos Junior. Não conheço essas gravações que você comentou, mas fiquei curioso... Abração!

Domingos Junior disse...

É... A gente (eu pelo menos)tem uma baita preconceito contra certos artistas (Waldik, Timóteo...)e, na verdade, essas gravações do Waldik, do começo dos 60, na Chantecler, e na Copacabana até o final dos 60, são muito boas. Ele era um cantor de boleros e sambas-canções (fora de época, talvez) de mão-cheia. Ótima voz, arranjos incríveis e letras menos melodramáticas do que aquelas com que ele se tornou mais conhecido. Enfim, ele era um grande cantor nos 60, mas acabou ficando com a pecha de "brega" por causa do que fez nos 70.
Vale a procura! Se ficar difícil, fala comigo que eu tenho uma coisa ou outra.
Até.

diamante disse...

Atualizado_ www.diamantee.blogspot.com_ demoro da um check!!!!!

Anônimo disse...

e o link para baixar?
Sou fã incondicional de Edith e não conhecia este comnpacto...

Por favor disponibilize o link para download.

Obrigado